Conheça o Projeto de Acessibilidade no Museu do CHC

Início / Categoria Acontece / Exposições / Conheça o Projeto de Acessibilidade no Museu do CHC

Conheça o Projeto de Acessibilidade no Museu do CHC

Promover a acessibilidade permite que as pessoas com deficiência vivam de forma mais independente e participem mais ativamente da sociedade e de todos os aspectos da vida. Por isso, a inclusão de pessoas com deficiência visual e auditiva é o objetivo de nosso projeto de acessibilidade, inaugurado no Museu do Centro Histórico-Cultural, Joaquim Francisco do Livramento, no dia 08 de dezembro de 2016.

A cerimônia de abertura foi guiada por Gabriel Abreu Figueiró, que contou com as falas da historiógrafa do CHC Amanda Eltz, da representante da ACERGS (Associação de Cegos do Rio Grande do Sul) Bruna Schatschineider, do Diretor Regional do Ministério da Cultura Álvaro Franco e do Diretor Financeiro da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre Dr. Ricardo Englert.

Em nosso Museu, estão disponíveis os seguintes recursos comunicacionais:

  • Maquetes de toque com indicações em Braille. Foram confeccionadas cinco maquetes de localização em alto relevo, sendo quatro para a identificação de diferentes espaços do CHC e uma em alto relevo que apresenta a vista da fachada da Avenida Independência.
  • Objetos de toque em pontos específicos da exposição. Recursos informacionais táteis foram desenvolvidos para qualificar a experiência do visitante com deficiência visual no Museu, através dos sentidos, como o tato. Entre os objetos selecionados estão: exemplares originais (idênticos constam no acervo) e reproduções, destacando-se o Brasão da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, e um frasco de remédio com tampa, entre outros.
  • Equipamentos de multimídia. É um recurso eletrônico que possibilita o acesso às informações da exposição do Museu. O audioguia é preferencialmente destinado aos visitantes com deficiência visual. O recurso também contempla um roteiro nas versões inglês, espanhol e português. O guia multimídia apresenta o roteiro na Língua Brasileira de Sinais, proporcionando acessibilidade às pessoas com deficiência auditiva.
  • Cartilhas em Braille e em fonte ampliada. Disponibilizadas a pessoas com deficiência visual, apresentam todos os textos da exposição.

O período de execução do projeto foi de 16 de abril de 2012 até 31 de outubro de 2016, cuja pré-produção foi dividida em etapas de consultorias e projetos gráficos para sinalização de acessos especiais para deficientes visuais, projeto gráfico de informação complementar à exposição para deficientes visuais e auditivos, assim como o projeto geral de sinalização. A segunda,  em serviços técnicos complementares à pesquisa, elaboração de textos, material em relevo, escrita em braile e conteúdos para os vídeos com linguagem específica aos deficientes visuais e auditivos. Para esta, foi utilizado um período maior que o previsto, sendo necessário adequar o cronograma, através de pedido de prorrogação de prazo de execução e captação de recursos.

Já a produção e execução foram divididas em três etapas. A primeira envolveu a contratação da construção e edição do roteiro para os audioguias, a produção das plantas maquetes, sua estrutura base, e a compra dos pisos especiais e demais placas sinalizadoras. Na segunda foi realizada aquisição dos equipamentos especiais com sistemas audiovisivo para a acessibilidade aos deficientes visuais e auditivos. A terceira foi reservada à montagem dos materiais e equipamentos adquiridos nas duas etapas anteriores, assim como o treinamento da equipe do Proponente no manuseio destes. Esta etapa também precisou de um período maior que o previsto, em função da escolha de fornecedores e preços, pois o orçamento já estava defasado após dois anos.

O último mês, outubro, esteve reservado para eventuais ajustes e compatibilização de ações. Como a manutenção de algumas maquetes foi necessária, o lançamento do projeto foi transferido para o dia 08 de dezembro de 2016.

ícone horárioTerças a sábados, das 9h às 18h
Domingos e feriados, das 14h às 18h


Para atendimento especializado, entrar em contato pelo e-mail museu.chc@santacasa.tche.br ou telefone (51) 3213-7370

Tradução
[google-translator]
Entre em contato

Não está legível? Troque o texto. captcha txt

Digite e pressione "Enter" para realizar sua busca