Dicas de Leitura

Início / Categoria Acontece / Notícias / Dicas de Leitura

Dicas de Leitura

No mês de abril, temos essas dicas de leitura:

GANTHALER, Heinrich. O direito à vida na medicina: uma investigação moral e filosófica. Porto Alegre: Sergio Antonio Fabris, 2006.

O respeito à vida, como direito humano, deve ser entendido como elemento essencial e componente integral de toda ética médica. Apesar disso, no contexto do “direito a vida” coloca-se uma série de questões cruciais.
Em torno dessas questões desenvolveu-se uma discussão persistente e, em parte, conduzida muito emocionalmente. Nota-se que os representantes de diferentes pontos-de-vista partem manifestamente das mais diversas concepções sobre o ”direito à vida” – um fato que, não raramente, produz confusão e enseja mal-entendidos. Mas justamente na discussão sobre tais questões é necessário fazer uso, tanto quanto possível, de uma linguagem e conceituação claras, em que se deve atentar, especialmente, para singularidades específicas de uma linguagem prescritiva.
Objetivo deste trabalho não é defender um determinado ponto-de-vista em relação à solução das questões acima citadas (apesar de o autor tornar claro seu ponto-de-vista em algumas passagens), e, sim, apresentar uma análise o mais exata e ampla possível do conceito de ”direito à vida”.

 

GARCIA, Eduardo et al. (Org.). Essências em geriatria clínica. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2018.

Prático. Conciso. Abrangente. Assim é “Essências em Geriatria Clínica”, um livro necessário e rico em conhecimento, abrangente em sua proposta educativa de levar o ensino e o conhecimento da Geriatria a todos os cursos de medicina do Rio Grande do Sul.
Carrega uma proposta social diferente do que se conhece até hoje: esta obra é oferecida sem ônus às bibliotecas de todas as universidades do Estado que contenham ensino de Geriatria em seus currículos. Proposta pioneira e possível graças a uma inédita e profícua parceria de três grandes instituições gaúchas: Universidade Federal de Ciências da Saúde de porto Alegre, Irmandade Santa Casa de Misericórdia de Porto legre e Conselho Municipal do Idoso de Porto Alegre.
Detentora de uma leitura objetiva e prática para o estudante, permite entrar no universo do idoso e suas principais doenças. Concebida por alunos e para alunos, sob atenta revisão dos mestres, a obra é, antes de tudo, uma ferramenta de ensino. Nascida na sala de aula para o uso na sala de aula!

 

ADAMS, Douglas. Até mais e obrigado pelos peixes! 2. ed. Rio de Janeiro: Sextante, 2005. (O Guia do Mochileiro das Galáxias, 4).

Depois de viajar pelo Universo, ver o aniquilamento da Terra, participar de guerras interestelares e conhecer as mais extraordinárias criaturas, Arthur está de volta ao seu planeta. Tudo parece igual, mas ele descobre que algo muito estranho aconteceu na sua ausência. Curioso com o fato e apaixonado por uma garota tão estranha quanto o que quer que tenha acontecido, ele parte em busca de uma explicação. Com sua peculiar ironia e seu talento aparentemente inesgotável para inventar personagens e histórias hilariantes – embora altamente filosóficas –, Douglas Adams nos presenteia com mais uma genial obra capaz de nos fazer refletir sobre o sentido da vida de uma forma bem diferente da habitual. Intercalando momentos cômicos com imagens e descrições altamente poéticas, Até mais, e obrigado pelos peixes! fecha com chave de ouro essa “trilogia de quatro livros” que já levou os leitores a conhecerem situações altamente improváveis e a viver momentos de reflexão e de pura diversão.

 

MARÍAS, Javier. Os enamoramentos. São Paulo: Companhia das Letras, 2012.

María Dolz, uma solitária editora de livros, admira à distância, todas as manhãs, aquele que lhe parece ser o “casal perfeito”: o empresário Miguel Desvern e sua bela esposa Luisa. Esse ritual cotidiano lhe permite acreditar na existência do amor e enfrentar seu dia de trabalho. Mas um dia Desvern é morto por um flanelinha mentalmente perturbado e María se aproxima da viúva para conhecer melhor a história. Passa então de espectadora a personagem, vendo-se cada vez mais envolvida numa trama em que nada é o que parecia ser, e em que cada afeto pode se converter em seu contrário: o amor em ódio, a amizade em traição, a compaixão em egoísmo. A história, narrada em primeira pessoa por María, sofre as oscilações de seus estados de espírito, de seus “enamoramentos”, evidenciando que todo relato é tingido pela subjetividade de quem conta.
Ao mesmo tempo, a presença incômoda dos mortos na vida dos que ficam é o tema que perpassa este romance, à maneira de um motivo musical com suas variações. Para desdobrar e reverberar esse mote, Javier Marías entrelaça a seu enredo referências a obras clássicas da literatura, como Os três mosqueteiros, de Dumas, Macbeth, de Shakespeare. Sustentando com maestria uma voz narrativa feminina, o autor eleva aqui a um novo patamar sua habilidade em nos envolver no mundo interior de seus personagens. Com Os enamoramentos, obra de plena maturidade literária, Javier Marías se reafirma como um dos maiores ficcionistas de nossa época.

 

ABREU, Cristiano Nabuco de; EISENSTEIN, Evelyn; ESTEFENON, Susana Graciela Bruno (Org.). Vivendo esse mundo digital: impactos na saúde, na educação e nos comportamentos sociais. Porto Alegre: Artmed, 2013.

A cada dia passamos mais tempo conectados, seja via computador, celular ou outros dispositivos semelhantes. Qual o impacto desse comportamento em nossas vidas, em nossa saúde e nas relações sociais que estabelecemos? Este livro reúne profissionais de diversos campos de atividades – educação, saúde física e mental, comunicação, direito, entre outros – que buscam responder a essa questão sob diferentes pontos de vista.

 

SCHRAMM, Fermin Roland; BRAZ, Marlene (Org.). Bioética e saúde: novos tempos para mulheres e crianças? Rio de Janeiro: Fiocruz, 2005.

A obra busca responder a algumas questões de ordem ética e prática que surgem dentro de uma instituição voltada para a atenção sanitária terciária, onde é comum surgirem conflitos dos mais variados tipos e origens. Desse modo, procura traduzir as experiências de profissionais que pesquisam e trabalham no campo da bioética. Os artigos reunidos na coletânea tratam de questões que dizem respeito ao início da vida humana, passando pela discussão de outros temas também relacionados com a bioética, como saúde pública, deontologia, assistência materno-infantil, reprodução humana, ética na pesquisa com seres humanos e animais, genética e era pós-genômica, cuidados em saúde da mulher e da criança, entre outros.

 

PESSOA, José Hugo de Lins; PEREIRA JÚNIOR, José Carlos; ALVES, Rosana de Souza Cardoso (Ed.). Distúrbios do sono na criança e no adolescente: uma abordagem para pediatras. 2. ed. São Paulo: Atheneu, 2015.

Livro que tem por objetivo abrir espaços para o estudo do sono nas crianças e nos adolescentes, tema até o momento ausente nas grades curriculares dos cursos de graduação e de residência médica em Pediatria de nossas faculdades. O livro encontra-se renovado, atualizado e ampliado. Foram incluídos 9 novos e inéditos capítulos.
Questões como o sono da criança não fazem parte das anamneses realizadas pelos pediatras, o que ocorre por falta de conhecimento e de ensino dos principais conceitos e aplicações práticas da fisiologia e fisiopatologia do sono.
Como se sabe, as alterações do sono são o tipo de distúrbio que não afeta apenas a criança, já que se estende as pais e membros da família com todo o seu cortejo de choros, aflições, ansiedade e inquietude. As alterações do sono apresentam caráter centrífugo. Movimentam-se do indivíduo – da criança para o coletivo – para a família.
Acresce potenciais prejuízos ocasionados pelas alterações para o desenvolvimento físico, psíquico e cognitivo da criança e do adolescente, que ao ocorrerem não raro se associam a distúrbios comportamentais e psicológicos.

 

ZAVASCHI, Maria Lucrécia Scherer. Crianças e adolescentes vulneráveis: o atendimento interdisciplinar nos centros de atenção psicossocial. Porto Alegre: Artmed, 2009.

Este livro estuda as crianças vulnaráveis e abandonadas, os atendimentos multidisciplinares e os centros de atendimento multidisciplinar. Trata, ainda, do modelo biomédico e documenta os elementos do trabalho multidisciplinar que precisa ser desenvolvido para que as crianças e adolescentes com quadros mentais graves e suas famílias possam ter esperança de uma trajetória de vida menos comprometida.

 

BROOKS, Geraldine. As memórias do livroromance sobre o manuscrito de Sarajevo. São Paulo: Ediouro, 2008.

Um livro sagrado de valor incalculável é caçado por fanáticos políticos e religiosos. Seu destino está nas mãos da talentosa conservadora de livros Hanna. Pelas pistas deixadas em suas páginas ao longo dos anos, Hanna descobre a história cercada de enigmas desse manuscrito único e também dos homens e mulheres que, em nome do amor à leitura, combateram a intolerância para preservá-lo. Sua busca resulta em uma trama eletrizante de coragem, amor e tragédias – desde sua criação até sua salvação – através de 500 anos de história.

 

MELO, Fabio de. O discípulo da madrugada. São Paulo: Planeta, 2014.

Em ‘O Discípulo da Madrugada’, Padre Fábio de Melo nos apresenta um personagem religioso e bem-intencionado que tem sua vida modificada ao se tornar amigo de Jesus, antes de presenciar sua crucificação. Ao ouvir a pregação de Jesus, esse homem sente ruir a estrutura que até então dava sentido à sua vida. Desalojado em si mesmo, ele inicia uma aventura encantadora pelos caminhos da liberdade interior. Um personagem que tem um pouco de todos nós. Ou muito. É preciso observá-lo de perto, pois pode ser que o conheçamos bem. Pode ser até que a identificação seja tão profunda que, sem receios, possamos dizer – este sou eu.

 

Para conhecer mais sobre nosso projeto e acessar mais dicas de livros, clique aqui.

Tradução
[google-translator]
Entre em contato

Não está legível? Troque o texto. captcha txt

Digite e pressione "Enter" para realizar sua busca