Brasão da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre

Início / História / Brasão da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre

Brasão da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre

D. Leonor, esposa de Dom João II — rei de Portugal —, foi a idealizadora da Santa Casa de Misericórdia de Lisboa no ano de 1498.

Era costume de época, as instituições oficiais ostentarem brasões ou sinais nas suas fachadas e em todos os papéis da administração.

A Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre também possui sua insígnia heráldica.

Seu emblema reúne símbolos similares aos de outras misericórdias espalhadas pelo mundo.

Trata-se de um escudo em estilo barroco, imitando, mais ou menos o de Dom José I, de Portugal, encimado por uma cruz de goles (vermelho) envolvida, na parte superior, pela coroa de Cristo, de prata. Ao centro, também em campo de prata, estão cinco lâmbeis de blau (azul) de cinco pingentes de lisonja da mesma cor, colocados em santor (ou sautor), representando as cinco chagas de Cristo. Lâmbel, dentre outros significados, no escudo da Santa Casa de Porto Alegre significa bondade e caridade. Essas ideias são confirmadas pela coroa de espinhos de Jesus Cristo aureolando a cruz que encima o escudo.

Como todas as Misericórdias que foram criadas, em diversas cidades e em diferentes continentes, os brasões das Santas Casas se revelam por princípios cristãos, com destaque para os dons da bondade e caridade, orientação também adotada no sinal emblemático que identifica a Santa Casa da capital do estado do Rio Grande do Sul.

brasao

Tradução
[google-translator]
Entre em contato

Não está legível? Troque o texto. captcha txt

Digite e pressione "Enter" para realizar sua busca